PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE SEGURO DO SEU VEÍCULO:

Existe seguro para carro com mais de 10 (dez) ou 20 (vinte) anos?

Carros mais antigos – com mais de 10 ou 20 anos de mercado – costumam encontrar recusa por parte das seguradoras. Além de possuírem peças para reparo de difícil acesso – pela idade ou até mesmo porque o carro não é mais fabricado – carros mais antigos costumam ter alto risco de colisão e quebra por causa do estado de conservação, além do risco de furto ou roubo para alimentar o mercado ilegal de peças. Algumas seguradoras no entanto costumam aumentar o limite de idade para aceitação do veículo, podendo chegar a 15 ou 20 anos de mercado. Entre algumas opções disponíveis no mercado, um seguro para carro que pode ser contratado facilmente para carros mais velhos, um seguro voltado para proteção contra roubo/furto, não sendo necessária a realização de análise de perfil.
Você pode fazer uma cotação de seguro para carros antigos com a ARACRUZ SEGUROS. Caso tenha alguma dúvida em relação à aceitação do seu veículo, ou caso deseje uma ajuda de nossos atendentes para encontrar o melhor seguro para seu carro, basta entrar em contato através de nossa central de atendimento (27) 3256.1256 ou pelo e-mail aracruzseguros@aracruzseguros.com.br

Qual será o valor da indenização se eu passar por um sinistro?

Geralmente as seguradoras realizam o pagamento de indenização integral (quando há perda que ultrapasse 75% do valor do veículo) baseadas no valor de mercado, descrita pela Tabela Fipe. Na negociação do contrato, você pode escolher um percentual que irá ser aplicado sobre o valor encontrado na tabela (fator de ajuste). Esse percentual tem como objetivo ajustar o valor tabelado ao valor de mercado real do veículo segurado, considerando demais características particulares como conservação, por exemplo.
Em caso de danos parciais, com valor de conserto abaixo de 75% do total do veículo, cabe a seguradora pagar o conserto menos o valor da franquia (Ex: se você tem uma franquia de 1.500 reais e tem 6.000 de conserto, então a seguradora pagará somente os 4.500 reais da diferença – 6.000-1.500=4.500).